Cristãos, nada mais

Por Mack Kercheville

Traduzido por Gustavo Alsó

 

     Você pode ser cristão e somente cristão!  

     Soa estranho? Com tantos grupos religiosos em nosso país, parece impossível que um seja cristão sem ser parte de uma denominação. Não só é possível, senão que  agora existem milhões de pessoas no mundo que são cristãos - e nada mas que cristãos. 

 As Igrejas de Cristo
     Quem são essas pessoas que querem ser cristãos somente?  As con- gregações das quais elas fazem parte são comumente conhecidos como "igreja de Cristo." Este termo, no entanto, não é usado no sentido sectário, mas tenta enfatizar o seu desejo de pertencer à igreja que é Cristo. A Bíblia diz: "
as igrejas de Cristo vos saúdam ". (Romanos 16:16). Além disso, também é correto para descrever a igreja que lemos na Bíblia como "a igreja de Deus" (1 Coríntios 1:2), "o corpo de Cristo" (1 Coríntios 12:27), ou " família da fé "(Gál 6:10). Estas e outras frases semelhantes nao são nomes propios, e sim expressões descritivas, que indicam como a igreja se relaciona com Cristo e com o Pai.

     Individualmente, os seguidores de Cristo na Bíblia eram chamados simplesmente cristãos. Atos 11:26 nos diz: "e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.." 1 Pedro 4:16 declara: "Mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte." Nunca se usa um nome humano como prefixo de este nome dado por Deus. Paulo foi um dos cristãos mais eminentes, mas ele não queria que os discípulos foram chamados "paulistas", ou "Cristãos paulistas" (1 Coríntios 1:10-17). 

Um único apelo 
     Igrejas de Cristo tem um único apelo. É claro, de muitas maneiras nós concordamos com outros que estão tentando seguir a Cristo. Acreditamos na inspiração divina da Bíblia e isso é guia suficiente para nos governar em todos os assuntos de fé. Nós acreditamos na morte de Jesus Cristo e sua expiação pelos nossos pecados. Afirmamos que, após a morte, cada um será recompensado ou punido no além pela maneira como
ele viveu aqui.

     E com todos os de verdadeira convicção religiosa, insistimos em que os princípios morais de Jesus são verdades absolutas e se manifestam na vida pessoal dos filhos de Deus. 

Somente a Bíblia 
     No entanto, não sómente acreditamos que as Escrituras são inspiradas, mas também estamos convencidos de que o Novo Testamento deve ser nosso único guia na fé cristã. A palavra de Deus, muitas vezes adverte contra mudar a mensagem divina (Gálatas 1:6-9). Portanto, não temos nenhum credo ou catecismo para oferecer, mas aceitamos a  Cristo como nosso único credo e a Bíblia como nosso único livro guia. Desta forma, jamais poderiamos aceitar uma crença errônea que nos proíba de receber a verdade que você pode aprender da palavra de Deus.
 

Restauração, em vez de reforma 
     É óbvio para os pensadores que o mundo religioso está muito dividido. Grandes líderes religiosos como Martinho Lutero e João Calvino procuraram corrigir ensinamentos e práticas errôneas. Mas os reformadores, muitas vezes iniciados no mesmo ponto de partida, chegaram a conclusões diferentes. Isto resultou na divisão ao invés de unidade. As Igrejas de Cristo,de outra maneira procuram a plena restauração do cristianismo apostólico, ao invés de uma reforma dos actuais organismos religiosos. Como todos nós concordamos que a igreja primitiva estava certa, nós podemos concordar que não erramos se reproducirmos hoje, as características essenciais daquela igreja. Enquanto muitas coisas mudaram com os séculos, o ensinamento de Jesus e seus apóstolos não mudaram. Verdade é a verdade (João 17:17), e pode salvar hoje como o primeiro século se aplicado da mesma forma.
"A verdade vos libertará." (João 8:32)

     Se você visitar uma das igrejas de Cristo achara que adoram a Deus da mesma forma que os primeiros discípulos o fizeram - "em espírito e em verdade" (João 4:24). Você vai notar que compartilham os membros da Ceia do Senhor, ou comunhão, todos os domingos.

      Isto é porque estamos seguindo o exemplo dos primeiros cristãos que se reuniram no primeiro dia da semana "para partir o pão." (Atos 20:7) Da mesma forma, as igrejas de Cristo procuram reproduzir o Cristianismo do Novo Testamento como um tudo - na organização, no seu trabalho e em outras áreas de ensino. 

Ser  somente cristãos 
     Raramente se encontra tanto desacordo sobre uma questão, em resposta à questão bíblica "O que devo fazer para ser salvo" (Atos 16:30) Uma vez mais, as igrejas de Cristo dam resposta a pergunta. A Bíblia ensina que Cristo derramou seu sangue por nossos pecados (Mat 26:28), e que sem ele não podemos ser salvos (Hebreus 9:22).

     Mas o que Jesus pede-nos para que possamo- nos beneficiar do mérito de seu sacrifício? Para aqueles que o crucificaram, foi-lhes dito "Saiba, então, com certeza ... que este Jesus ... Deus o fez Senhor e Cristo. " (Atos 2:36) Quando essas pessoas (no día de Pentecostés) perceberam que estavam perdidos, então pediram outras instruções. Eles disseram: "Arrependei-vos e sejam batizados cada um de vocês em nome de Jesus Cristo para o perdão dos pecados." (Atos 2:38) Hoje nós ensinamos o que os apóstolos ensinaram: a saber, que o sangue de Cristo nos purifica do pecado, nós, como crentes, devemos nos arrepender e ser batizados. Sendo salvos de nossos pecados, o Senhor nos une com o seu "corpo" que é a igreja. Atos 2:47 diz: "E o Senhor acrescentava à igreja aqueles que iam sendo salvos." Paulo disse: " Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, (1 Coríntios 12:13) Em seguida, eles são salvos no "corpo" a igreja de Deus, e ninguém pode ser salvo fora do "corpo". (Efésios 5:23) 

Conclusão: 
     Os primeiros discípulos eram somente cristãos. Embora vivamos 2000 anos mais tarde, também nós podemos ser cristãos somente, se seguirmos os ensinamentos dados para os primeiros seguidores de Jesus. Cristo disse: "A semente é a palavra de Deus." (Lucas 8:11) Da mesma forma que a semente de laranja produz uma laranja a palavra de Deus irá produzir cristãos - e nada mais. Nós o ivitamos a considerar seriamente este pedido.

 A contenido                      Homepage                    Versión española

hit counter
html hit counter